Quem era Caio Vianna Martins

Nasceu na cidade de Matozinhos, Minas Gerais, no dia 13 de julho de 1923.
Filho de Raymundo da Silva Martins(Farmacêutico) e Branca Vianna Martins, ambos também nascidos em Matozinhos.
Seus avós paternos Carlos José da Silva Martins e Constança Ferreira Horta
Seus avós Maternos Francisco de Paula Vianna e Petrina de Assis Vianna

Na família já havia um outro irmão mais velho, nascido aos 08 de setembro de 1921, Jorge Vianna Martins.

Seu registro civil foi realizado na cidade de Matozinhos no dia 21 de julho de 1923, sob a matrícula 0355680155 1923 1 00002 075 0000348 23, no cartório de registro civil das pessoas naturais de Matozinhos.

No dia 23 de julho de 1923, na Igreja Matriz de Matozinhos, sob o livro 12 folha 76 e têrmo 287, Caio foi batizado, tendo como padrinhos, Francisco de Paula Vianna e Laurinda Martins.
O batizado foi celebrado pelo vigário da época, padre Sebastião Icarzello.

Desde os primeiros dias, esta criança despertou muita atenção de seu irmão Jorge que, curiosamente, acompanhava o desenvolvimento de seu novo irmão. Desde então, ambos se completavam e faziam a alegria da casa.

Os anos se passaram, a família mudou-se para a capita, Belo Horizonte, e foi lá que tudo começou com o Escotismo.

Inscreveu-se na Associação Escoteira Afonso Arinos no dia 10 de setembro de 1937 e, em agosto de 1938 já se tornara Monitor da Patrulha Lobo, em razão da sua grande dedicação e entusiasmo pelo Escotismo.

Segundo o presidente da Associação, em seu relato, Dr. Edgard Renault Coelho, era ainda, um grande colaborador na administração e ótimo acampador, além de um dos mais dedicados elementos da tropa Escoteira.

Segundo relatos de um dos companheiros de grupo, e sobrevivente do acidente, o Lobinho Romero Oswaldo Loures Machado, Caio era muito caridoso e gostava de ajudar aos doentes. Ao longo de seus 15 anos, sempre praticava o bem, ajudando aos mais necessitados.