Ingressando no ME

Caio estava muito interessado nas atividades escoteiras que via acontecer na cidade e se encantou com tudo o que via.


Passou a buscar uma entidade que abrigava os grupos da cidade de Belo Horizonte para que pudesse nele ingressar.


No ano de 1937, aos 14 anos de idade, procurando uma oportunidade de participar do Escotismo, Caio encontrou no Colégio Afonso Arinos a Associação de mesmo nome, na Rua da Bahia, um Grupo Escoteiro. Imediatamente pediu a seus pais a transferência da escola Barão do Rio Branco em que estudava, a fim de ter a oportunidade de estar nas atividades escoteiras. Com esta decisão, pode associar seus estudos com as aventuras do escotismo.


Assim como muitos jovens, ingressou no grupo e logo se destacou pela sua pontualidade ao chegar nas reuniões e atividades propostas. Era sempre o primeiro a chegar e, em suas atitudes, demonstrava ser bem diferente dos demais colegas de grupo.